sexta-feira, 22 de junho de 2012

MIL CASOS EM UM ...


     De mil e umas pessoas que temos por perto, é incrível como sempre procuramos e encontramos pessoas que realmente nos agrade em lugares distantes, e ainda em alguns casos o dinheiro não ajuda muito o nosso pobre coração.  Antes achava que talvez fosse algum tipo de carência ou algo parecido, hoje vejo que é completamente diferente.

     Procurar fora o que não tem dentro de casa já se tornou algo tão ‘normal’ que muitas pessoas nem ligam quando você diz que seu namorado (a) é da cidade vizinha ou estado vizinho. A questão é que a internet nos proporciona encontrar pessoas que daríamos tudo pra ter por perto, mas como conseguir ter um relacionamento à distância? Isso eu não sei como lhe responder! Uma vez que para algo a distância durar, é preciso paciência e confiança. Conheço varias pessoas que passam meses e até anos em namoros pela internet - a TIM é a grande beneficiada na realidade – e acho incrível como elas se entregam aos sentimentos por uma pessoa que nunca viram, ou quem sabe, nunca virão.

     Ontem conversando com uma amiga pelo MSN, onde ela me relatava alguns de seus relacionamentos a distância, percebi que pode não ser algo tão ilusório já que em sua maioria todos foram distantes. Se você tem dinheiro e amor o suficiente para se jogar, por que não? Ela por exemplo já foi a outro estado encontrar a pessoa por quem estava apaixonada. Pensando bem isso não é para muitos, é para quem tem coragem e dinheiro. E como ela mesma disse “quando eu quero uma coisa, eu corro atrás mesmo!” Taí a diferença, se alguém gosta de verdade vai até onde pode.

     Porém, para quem não tem dinheiro suficiente vira uma missão impossível e dolorosa, com o tempo a falta do contato físico, do toque na pele, o beijo, carinho e amor começam a falar mais alto, e quando tudo isso vem junto com uma desconfiança no parceiro, gera uma conturbada crise de ciúmes e - em alguns casos - no termino do namoro. Imagina como deve ser difícil gostar de alguém que mora em outro estado e não poder fazer nada para mudar a situação. Quantos dias chuvosos se passam e o que a pessoa mais deseja é dormir de conchinha com seu amado? Quantas festas, momentos ruins e bons tem para compartilhar?

     Eu por varias vezes já me perguntei “Por que fulano tem que morar tão longe?” se o destino existe, ele anda brincando muito com os corações de muita gente. Umas das coisas que algumas amigas falam muito são sobre a visão critica que algumas pessoas possuem sobre esse tipo de relacionamento, claro que a internet esconde muitos crápulas e perigos, onde é necessária nossa total atenção sobre isso. Mas elas falam “com tanta gente por perto, por que não encontrar alguém por aqui?” Simples, nem toda mulher pega o primeiro que passa pela frente, e preferir alguém diferente a se tem por perto não é querer ser ‘artista’, é ter preferência na escolha, como é bom encontrar alguém que conheça as mesmas coisas que você e - mesmo que não conheça – quando a pessoa é interessante se torna um prazer ensinar.

     Depois de ouvir algumas amigas e suas experiências amorosas de longa distância, concluí que apesar de todas as dificuldades que enfrentam, elas estão muito felizes em seus relacionamentos. Com planos, promessas e sonhos para realizar, e se estão felizes que vai querer mudar? Dar palpite? Cada um deve ser feliz na sua maneira e com certeza em algum caso em mil... Alguém está muito feliz hoje dormindo de conchinha.

2 comentários:

  1. parabéns pelo blog continue escrevendo um beijo do seu amigo blogueiro gilson

    ResponderExcluir